PREFEITURA DE ILHÉUS E EMBASA FAZEM ACORDO PARA REALIZAÇÃO DE OBRAS

A prefeitura de Ilhéus e a Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) realizaram reunião a fim de estabelecer o alinhamento técnico entre as duas instituições para realização de obras no município. O encontro aconteceu na sede da Embasa, em Ilhéus, com a participação do engenheiro civil Hermano Fahning, que representou a secretaria municipal de Infraestrutura, Transportes e Trânsito (Seinfra), o superintendente de Obras, Rafael Castro, o gerente da Embasa, José Lavigne, e os técnicos de saneamento Humberto Magalhães e Eduardo Diniz. Segundo o engenheiro Hermano Fahning, a estratégia técnica é tornar mais eficiente os serviços de manutenção da rede de esgotamento sanitário da Embasa e da rede de drenagem pluvial mantida pela prefeitura. Na oportunidade, houve apresentação do projeto de saneamento básico do Pontal e zona sul de Ilhéus, cujas obras já foram iniciadas. Atualmente, os serviços estão concentrados na rua que dá acesso ao condomínio Vog, situado à margem da rodovia Ilhéus-Olivença. A secretaria de Infraestrutura realizará uma programação das intervenções nas ruas para facilitar os serviços executados pela da Embasa, disciplinando melhor os dias e horários para cavar buracos nas ruas, por exemplo. Hermano Fahning defende a atuação em conjunto das duas instituições para facilitar a regularização dos pontos de visitas das caixas de drenagem, melhorar as condições de tráfego das vias e evitar os desníveis nas ruas. Saneamento – A obra de saneamento básico da zona sul de Ilhéus, de responsabilidade da Embasa, foi iniciada no ano passado e já realizou escavações em diversas ruas dos condomínios Jardim Atlântico, no bairro São Francisco. Executados pela construtora Emprenge, na primeira etapa, os serviços acontecem em áreas que não possuem calçamento e com menor movimento de trânsito. A obra de esgotamento sanitário da zona sul representa um investimento aproximado de R$ 51,3 milhões, realizado pelo Governo do Estado, e permitirá cerca de 7.400 ligações, que atingirão em torno de 40 mil pessoas, nos bairros Pontal, Jardim Pontal, Sapetinga, São Francisco, Hernani Sá, Nossa Senhora da Vitória e Nelson Costa. O projeto foi elaborado pelo Governo da Bahia e aprovado pelo Ministério das Cidades, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), cujo contrato de financiamento foi obtido junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook