Airbnb promete acolher refugiados após veto de Trump

O cofundador do Airbnb Brian Chesky anunciou que irá ajudar refugiados prejudicados pelo decreto do presidente dos EUA, Donald Trump, que decidiu barrar a entrada de imigrantes e refugiados de alguns países do Oriente Médio e da África. Por meio de sua página no Facebook, Chesky (foto) revelou que o serviço de hospedagem pretende encontrar alojamento gratuito para pessoas que não estão em sua cidade natal, mas também não conseguem embarcar em voos por causa do decreto de Trump. “Não permitir a entrada de refugiados ou estrangeiros nos EUA não está certo, e devemos nos unir aos que são afetados”, escreveu o CEO em seu perfil na rede social.

De acordo com o site Mashable, um porta-voz da empresa afirmou que os detalhes sobre a ação serão anunciados nos próximos dias.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook