Ex-jogador de futebol americano deixa carta para “amante gay” antes de suicídio

O jogador de futebol americano, Aaron Hernandez, foi encontrado morto na semana passada. Ele estava cumprindo pena em liberdade condicional após ter sido acusado pelo assassinato do um ex-amigo, Lloyd, em 2013, o que levou sua carreira promissora no futebol americano a um fim trágico. Apesar da investigação, a razão do assassinato nunca foi revelada até então.

Acontece que, segundo o jornal Newsweek e reportagem da revista Attittude, várias autoridades responsáveis, acreditam que Lloyd foi morto por chantagear o amigo com “provas incriminatórias sobre a bissexualidade” que o jogador temia se tornarem públicas.

E aí que o jogador foi encontrado morto em sua cela na semana passada, deixando três cartas escritas antes do suicídio, incluindo uma para seu amante, um presidiário cuja identidade não foi revelada.

Aaron Hernandez, encontrado morto dia 19 de abril.

Segundo relatos, o jogador colocou papelão na fechadura da cela pra atrapalhar os guardas que se apressaram em abrir e tentar salvá-lo, além de também ter derramado sabão no chão da cela. Quando os guardas conseguiram alcançá-lo, já era tarde e ele estava pendurado enforcado as 3:05 da manhã.

Técnicas de salvamento foram tentadas durante o transporte até o hospital, mas as 4:07 ele já foi declarado como morto por um médico. Sua família agora estuda processar a prisão de Massachusetts onde ele se encontrava por negligência.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook

error

Gostou deste Site? Por favor, espalhe a notícia para seus amigos:)