Lanús pede que Chape perca pontos por escalação irregular

A partida entre Chapecoense e Lanús, disputada na Argentina e vencida pelo time brasileiro por 2 a 1, nesta quarta-feira (17), ainda não terminou. Jorge Almirón, treinador do time argentino, exige que a Conmebol retire os pontos conquistados pelo clube catarinense por conta da suposta escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio, que participou do duelo que manteve a Chape na briga pela classificação à próxima fase da Libertadores.

Luiz Otávio foi expulso na partida contra o Nacional-URU. Para a Chapecoense, a suspensão de um jogo já havia sido cumprida na decisão da Recopa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. Mas de acordo com a Folhapress, a Chape recebeu, momentos antes de a bola rolar, um comunicado da Conmebol de que o jogador havia sido julgado e suspenso por três partidas – além de uma multa de 3 mil dólares. A equipe, no entanto, o escalou como titular da mesma maneira.

“A partida ficou em segundo plano. Aconteceu algo inédito, o jogador deles estava suspenso. Quem não podia jogar fez um gol. O normal é que eles percam os pontos. Eles não quiseram deixar ele de fora, nunca vi isso”, disse Almirón.

Já o presidente da Chapecoense, Plínio David de Nês, contestou a irregularidade. “Estamos convictos da nossa decisão. O jogador que entrou em campo estava dentro do regulamento e não temos nada a declarar com relação a isso. Estamos tranquilos com essa decisão, que foi minha como presidente do clube”, disse ao UOL.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook