Davidson Magalhães também na mira da Lava Jato

Imagem relacionada
As delações premiadas no âmbito da Operação Lava Jato atingiram dois dos principais nomes do campo de esquerda no sul da Bahia. Após um dos delatores da Odebrecht citar doação de R$ 200 mil, via caixa 2, à campanha do PT à prefeitura de Itabuna, nominando o casal Juçara Feitosa e Geraldo Simões, agora é a vez de Davidson Magalhães.
O parlamentar está na lista de deputados federais baianos que receberam bufunfa da JBS. Davidson, conforme lista, recebeu R$ 600 mil na sua campanha ao parlamento federal em 2014. Outro nome do PCdoB baiano aparece lá, Alice Portugal, também deputada federal.
Geraldo Simões já se pronunciou publicamente. Disse nunca ter tido relações com a Odebrecht, nem quando era prefeito de Itabuna (1993-1996 e 2001-2004) nem durante mandato na Câmara Federal. E nega ter recebido os R$ 200 mil . Davidson se pronunciou. Afirmou que os R$ 600 mil recebidos foram de forma legal. “Nem Caixa 2, nem propina”. (Pimenta.Blog)

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook

error

Gostou deste Site? Por favor, espalhe a notícia para seus amigos:)