“Apocalipse”, da Record, terá fases nos anos 80 e 90

Vivian de Oliveira ambientou “Apocalipse” em três fases diferentes.
Vivian de Oliveira ambientou “Apocalipse” em três fases diferentes

Próxima novela da faixa das 20h45, “Apocalipse” exigirá um esforço e tanto da produção da Record. Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, a trama terá três fases diferentes. A emissora também autorizou as gravações internacionais propostas pela autora Vivian de Oliveira. E já prepara cenas de um tsunami que devem abrir o primeiro capítulo.

As equipes de figurino, caracterização e arte estão encarregadas de reconstituir o final da década de 80 (entre 1987 e 1989) e meados dos 90 e início do século XXI (de 1996 a 2001). A fase definitiva se passará num futuro próximo – o que demandou uma extensa pesquisa sobre tecnologia. Logo, os profissionais capitaneados por Edson Spinello embarcam para Roma, Jerusalém e Nova York.

Nos Estados Unidos, aliás, a Record irá finalizar os efeitos especiais do primeiro capítulo do folhetim de inspirações bíblicas. As sequências devem reproduzir um tsunami. Cenas do tipo costumam ser utilizadas pelo canal para dar visibilidade às novelas, vide a abertura do Mar Vermelho em “Os Dez Mandamentos” (2015) e, recentemente, a Fornalha de Fogo Ardente em “O Rico e Lázaro”.

Com estreia prevista para novembro, “Apocalipse” reunirá Beth Goulart, Carla Marins, Daniela Escobar, Eduardo Galvão, Emílio Orciollo Netto, Fernando Pavão, Flávia Monteiro, Flávio Galvão, Joana Fomm, Jonatas Faro, Jussara Freire, Leona Cavalli, Lu Grimaldi, Luiza Tomé, Marcelo Valle, Marcos Winter, Norival Rizzo, Roberto Birindelli, Samara Felippo e Selma Egrei. Guilherme Winter, Juliana Knust, Sérgio Marone, Paloma Bernardi, Sidney Sampaio e Juliana Silveira protagonizam.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook

error

Gostou deste Site? Por favor, espalhe a notícia para seus amigos:)