Pastor é preso acusado de abusar sexualmente de duas menores de idade

Manaus – O pastor Elido dos Santos Martins, 43, teve o mandado de prisão preventiva cumprida pela equipe da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), na manhã desta sexta-feira (3). Ele foi preso em sua casa, no bairro Braga Mendes, zona norte de Manaus.

Em coletiva de imprensa feita na sede da Especializada, a delegada titular da Depca, Joyce Coelho, informou que Elido é acusado de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos e outra de 13 anos, no ano de 2019. As vítimas são filhas de membros da igreja onde o pastor ministrava o culto religioso, no bairro Cidade de Deus, na mesma zona onde foi preso.

“A mãe acabou deixando a filha em casa por uns instantes com o pastor. Por conhecê-lo da igreja, achou que era de confiança, foi então que ele cometeu o crime. Nas investigações, uma outra adolescente também registrou boletim de ocorrência com relatos semelhantes, ele aproveitando-se sempre de momentos em que ficava sozinho com as vítimas, para passar a mão nas partes íntimas delas”, explicou Coelho.

A delegada disse também que o pastor já tinha antecedente criminal, quando foi condenado a 15 anos de reclusão pelo mesmo crime, envolvendo também duas adolescentes, mas está em fase de recurso.

“Nós fizemos uma pesquisa e nela constatamos esse caso de 2015, tendo como vítimas duas adolescentes com o mesmo modus operandi. Nesse processo ele já tinha sido condenado a 15 anos de reclusão, entretanto, nunca havia sido preso, por continuar postergando os recursos. Até agora nos já ouvimos cerca de oito vítimas, todas do sexo feminino”, completou a delegada.

Coelho também disse que Elido ficou ciente desta segunda acusação e enviou um vídeo para os fiéis, avisando que iria se mudar. Ao tomar ciência disso, a Polícia Civil entendeu que o pastor estaria tentando fugir da comarca de Manaus.

“Quando soube dessa nova denúncia, ele mesmo fez um vídeo e divulgou para as pessoas da igreja dizendo que ia se mudar, por conta de fatos que havia cometido no passado. Nós entendemos que seria uma ameaça de fuga, então agimos imediatamente, para que essa preventiva fosse cumprida e que a lei fosse aplicada, para que Elido responda pelos seus atos”, concluiu.

Elido foi indiciado e, após os procedimentos cabíveis na sede da Depca, será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook

error

Gostou deste Site? Por favor, espalhe a notícia para seus amigos:)