Dataprev conclui resultado de 1,5 milhão de contestações para auxílio

Cerca de 1,5 milhão de pessoas que recorreram e passaram por nova análise para receber as cinco parcelas do auxílio emergencial deverão ter o benefício liberado nos próximos dias.

A Dataprev, empresa responsável pelo processamento de dados, concluiu o resultado de 1,5 milhão de contestações, realizadas no aplicativo e portal da Caixa.  O resultado foi encaminhado ao Ministério da Cidadania para homologação.

Além disso, a Dataprev também concluiu o processamento dos últimos requerimentos feitos nos canais da Caixa, entre 17 de junho e 2 de julho, último dia de cadastramento. As informações também foram enviadas para o Ministério da Cidadania.

O ministério ainda não divulgou quando será liberado o pagamento, mas todos aprovados deverão receber as cinco parcelas, uma em cada mês.

População beneficiada

Até 2 de julho, os registros da Dataprev indicavam que 107,7 milhões de pessoas se cadastraram para receber o auxílio. Desse todal, 65,4 milhões foram considerados elegíveis, aptos para receber, e 42,5 milhões, inelegíveis, que não preencheram os requisitos.

“Até momento, a atuação da Dataprev no reconhecimento do direito do cidadão está restrita apenas à primeira parcela do benefício. A reavaliação e autorização para pagamento das demais parcelas são hoje realizadas pelo Ministério da Cidadania”, explica a empresa.

Balanço

Segundo a Caixa, já foram pagos até agora R$ 121,1 bilhões a 65,2 milhões de beneficiários inscritos por meio do Cadastro Único, do Programa Bolsa Família, ou pelo site e pelos aplicativos da Caixa.

O benefício foi criado para diminuir os impactos da pandemia de coronavírus na população de baixa renda. O auxílio começou com três e passou para cinco parcelas de R$ 600, mas esse valor sobe para R$ 1.200 nos casos de mães responsáveis pelo sustento da família.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook