Justiça penhora dinheiro de Ministério do Turismo por caso da Cinemateca BRASIL

A 3ª Vara do Trabalho de Brasília (DF) determinou a penhora de créditos à Associação Roquette Pinto (Acerp), administradora da Cinemateca de São Paulo, junto à Secretaria Especial de Cultura, no valor de até R$ 250 mil. A decisão foi dada em um caso de reclamação trabalhista.

O mandado foi expedido enquanto uma ação do Ministério Público está em trâmite para que a União viabilize a gestão da Cinemateca, destinando ao órgão o orçamento previsto para 2020 – de R$ 12,2 milhões. Com o argumento de que o contrato da Acerp já terminou, o governo se recusa a fazer os repasses.

Mônica Bergamo/Folha de S.Paulo

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook

error

Gostou deste Site? Por favor, espalhe a notícia para seus amigos:)