Caso Flordelis: arsênico na comida, intriga por dinheiro, 30 tiros e outras suspeitas do MP contra a deputada

A deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD-RJ) foi a mentora de um elaborado plano para matar seu marido, o pastor Anderson do Carmo, segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Polícia Civil do Rio. O plano envolveu várias tentativas frustradas de envenenamento, a partir de maio de 2018, e culminou na execução da vítima a tiros, em junho de 2019. Flordelis teria ainda tentado fraudar as investigações. As investigações apontaram que, além da deputada, outras dez pessoas participaram dos crimes, entre elas sete filhos e uma neta do casal e um ex-policial militar e sua mulher. Sete foram presas na segunda-feira (24/08) na Operação Lucas 12, e outras três já estavam presas. Flordelis não pôde ser presa neste momento, porque tem imunidade prisional por ser parlamentar.

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook