Com um a menos em todo 2º tempo, Santos segura empate com Ceará

Lucas Veríssimo foi expulso no último minuto da etapa inicial e prejudicou planos do técnico Cuca na partida de ida das oitavas da Copa do Brasil.

Sem torcida por conta do isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, Santos e Ceará se enfrentaram no incomum horário das 16 horas para uma partida de quarta-feira (28). O jogo bem que foi quente não só pela temperatura elevada na Vila Belmiro, mas terminou empatado sem gols, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Lucas Veríssimo, do Peixe, foi expulso ainda no final do primeiro tempo.

A partida de volta acontece na próxima quarta (4), no Castelão, em Fortaleza. Não há a regra do “gol qualificado” fora de casa. Um novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para os pênaltis. O Santos foi melhor no primeiro tempo e criou boas chances de gol. Dos pés de Soteldo vieram as melhores jogadas da equipe da casa — Fernando Prass precisou fazer uma grande defesa para evitar o primeiro gol. As coisas foram piorar só aos 45 minutos da etapa inicial. Lucas Veríssimo levantou demais o pé e acertou Rafael Sobis. O zagueiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Sem um zagueiro, Cuca precisou mexer na equipe e, do outro lado, Guto Ferreira lançou seus jogadores para frente. Os atacantes Vina e Sobis por pouco não marcaram e exigiram muito do goleiro João Paulo. Da metade para o fim da partida, as duas equipes estavam esgotadas fisicamente e o empate permaneceu. Marinho tentou alguma coisa, mas também não conseguiu.

Antes do confronto decisivo pela competição de mata-mata, o Santos recebe o Bahia, no domingo, também na Vila Belmiro. No sábado, o Ceará enfrenta o Botafogo, no Nilton Santos. As duas partidas são válidas pela 19ª rodada, a última do primeiro turno, do Campeonato Brasileiro.

SANTOS 0 x 0 CEARÁ

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data e horário: 28 de outubro de 2020, às 16h
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Faria (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Renda/Público: Portões fechados
Cartões amarelos: Marinho e Jean Mota (Santos); Charles e Fabinho (Ceará)
Cartão vermelho: Lucas Veríssimo (Santos)

SANTOS: João Paulo; Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson (Sandry, 25’/2T), Diego Pituca e Jean Mota (Luiz Felipe, intervalo); Lucas Braga (Tailson, 32’/2T), Marinho e Soteldo (Arthur Gomes, 32’/2T). Técnico: Cuca.

CEARÁ: Fernando Prass; Eduardo, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho e Charles (Lima, 17’/2T); Vina, Fernando Sobra) (Wescley, 43’/2T) e Léo Chú (Rick, 17’/2T); Rafael Sóbis (Mateus, 32’/2T). Técnico: Guto Ferreira.

O inesperado duelo entre Cristiano Ronaldo e Messi não aconteceu. Sorte do Barcelona, que aproveitou a ausência do português e venceu a Juventus por 2 a 0, fora de casa, graças a um belíssimo gol de Dembélé, e um de Messi, de pênalti, e se manteve 100% na Champions League

LANCELLOTTI: Neymar se machuca, o CR7 não joga e Leo Messi fulgura na Champions

Deixe seu Comentários aqui na nossa Fan Page Facebook